sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Amor de verdade


Eu sou dessas que acreditam que a gente só ama uma vez na vida...

Eu posso até acreditar que você me ama de verdade. Mas também digo que você nunca amou antes, pode até ter amado uma mulher como amiga ou como pessoa e até mesmo nunca ter amado uma. Mas amar uma mulher como tudo isso, nunca. Eu estou falando de amor verdadeiro, Meu Querido. E esse só acontece uma vez na vida.

♥ Milena de Andrade ♥

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Advertência de Felipe Pena


Você achou essa frase que fica na descrição do meu blog genial? Essa aí de cima: "Escrevo porque não sei fazer música."

Eu gosto bastante desta frase. É a minha cara! O responsável por esta filosofia chama-se Felipe Pena, um cara que eu acho genial.
Bom, e eu retirei esta frase de um livro dele, Jornalismo Literário. Logo no início do book tem a "Advertência", um texto fantástico que eu vou postar aqui para vocês.



"Advertência

Escrevo porque não sei fazer música. Se soubesse ler partituras e articular notas harmônicas, não me arriscaria nessas linhas tortas e analfabetas. A música é uma forma de comunicação muito mais eficaz e perene. Qualquer canção permanece por mais tempo no imaginário do que o melhor dos textos literários. Mas é preciso ter ouvido sensível e alma dançante. Como não fui capaz de desenvolver tais habilidades, fiz a faculdade de Jornalismo. Na verdade, queria ser escritor, mas logo descobri que seria emparedado pelas regras de objetividade da imprensa diária. 
As páginas a seguir representam uma tentativa de quebrar essas paredes. Mas não se iluda, caro leitor. Dizem que o bom texto segue padrões musicais. Tem ritmo, harmonia e sonoridade. Se você possui essas três qualidades, largue logo este livro e corra para o piano. Não perca tempo com a Literatura. Muito menos com o Jornalismo. Preocupe-se apenas com a melodia."
Felipe Pena


É claro que,  o que Felipe pretendeu a escrever esta "Advertência" foi chamar a atenção dos jornalistas, estudantes de jornalismo ou qualquer um que estivesse lendo o livro para a realidade da profissão. Em nenhum momento ele atribui pouco valor a arte de escrever, muito menos a literatura. ...E tenho dito.
E não poderia ser diferente, já que ele, no livro, vai discutir o Jornalismo Literário.

Bom, fica mais fácil para minha compreensão, uma vez que eu faço Jornalismo. Esse texto me faz sorrir de tão genial que ele é. :D

Mas é isso aí, você que sabe fazer música, continue por aqui, não embarque na ideia do Felipe. Ok? E você que faz Jornalismo, vamos ler Felipe Pena?


♥ Milena Andrade ♥

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A verdadeira beleza I


Que em cada rosto haja um sorriso lindo e sincero, e que a vontade de viver seja transmitida no brilho de um olhar.

♥ Milena Andrade ♥

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Plantações e frutos



No fim: Todos terão o que merecem.

Eu imagino uma extensa fila de pessoas com as mão estendidas, recebendo da vida um fruto de tudo aquilo que plantaram. Seja um bom fruto ou não, será sempre um fruto da sua plantação.

...Então, o que você plantou?


♥ Milena Andrade ♥

sábado, 10 de setembro de 2011

E agora você sabe?


Entra no teu peito: bate e pergunta a teu coração o que sabe ele.

William Shakespeare

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Um Conto bom de viver

 
O bom é quando você se esquiva dos problemas da vida, e alguém te abraça, te protege e te guarda num Conto bom de viver, sem bruxa e sem maçã que possam te afetar.

♥ Milena Andrade ♥

domingo, 4 de setembro de 2011

É fera! É fera!


Eu sentia a necessidade de postar este vídeo aqui em MC. xD

Fera é sempre fera, não é? Você consegue descrever fielmente o que sentiu quando passou no vestibular? Caso não tenha passado ou ainda não prestou o vestiba, tenho certeza que desde quando você nasceu, deve ter passado por uma emoção muiiito forte.

Pois é, galerinha, quando eu prestei vestibular eu disse para mim mesma: Que chorar o que, "homiii"?! Vou agir naturalmente, pois isto é super normal.

Dããã! Quarenta minutos antes de sair o resultado do vestibular, meu coração batia 258.9415.56980 de vezes por minuto, eu já estava chorando e mal conseguia respirar. Hehehe. Imaginem só como eu fiquei quando eu soube da minha aprovação! Louca, louca, louca!

Simplesmente, me jogaram na piscina e desconsideraram o fato de eu estar paralisada da cabeça aos pés de tanta emoção, logo quase morri afogada. Mas isso é um mero detalhe, deixemos para lá.


Gentee, eu me arrepio ao ver este vídeo, é muita emoção.


Todos os anos, os mais antigos dos cursos da UFAL juntam-se numa praça e fazem esta comemoração super animada para os novos feras. A lista dos aprovados é divulgada, primeiramente, nesta festa, e depois é só alegria, lágrimas de emoção e muita melação.



Eu queria deixar uma mensagem para a galerinha que vai prestar o vestibular:

Primeiro, você vai fazer o curso que você quer? Se sim, ótimo! Se não, acho melhor você rever a sua decisão.
Segundo, está sofrendo pressão em casa (ou sei lá onde)? Se estiver, desancana e desapega disso aê! Quem vai fazer a prova é você, se sentir pressionado é um fator prejudicial e só tem a diminuir. Precisamos estar tranquilos quando vamos fazer o vestibular ou qualquer concurso.
Terceiro, relaxe! Amigo (a), sua hora vai chegar, e você terá o que merecer. Simplesmente, se você estudar e tiver um pouco de sorte, o seu momento é esse. Seu futuro é consequência de sua ações. Complicado? Um dia você vai entender.

Abs, e boa semana a todos! =D

sábado, 3 de setembro de 2011

Você é a causa


"Fazia muito tempo que eu não tinha vontade de sorrir para nada nem para ninguém, então era extraordinário que ele conseguisse perturbar assim os cantos de meus lábios."

Caio Fernando Abreu